quarta-feira, 3 de maio de 2017

Cosmos Discovery









Talvez esteja a ser forreta, mas pelo preço do bilhete, esperava mais. Não que a exposição Cosmos Discovery seja má. Está bem montada, e leva os visitantes num périplo pela história da Era Espacial, através de um percurso entre artefactos e painéis informativos. Começa logo com Von Braun, deixando de parte Tsiokolvsky e Goddard, o que não se percebe, mas de resto dá um bom panorama dos principais marcos e missões de exploração espacial. Peca é na parte dos artefactos que promete, nisso sendo pouco mais do que uma coleção de modelos à escala e reconstituições. Tem, de facto, bastantes artefactos, mas pequenos. Muitos fatos espaciais, outros artefactos diversos. Tirando os rovers e os lunokhods, tudo o resto é essencialmente balsa. Permite dar a noção, mas defrauda um pouco quem esperaria encontrar numa exposição destas cápsulas ou motores de foguetão. Também inexplicável a inexistência de qualquer livro ou sequer catálogo da exposição na loj.

Sem comentários: